NVC Lighting inaugura showroom em São Paulo (SP)

NVC Lighting inaugura showroom em São Paulo (SP)

 

A nova unidade ressalta a importância do mercado brasileiro para a companhia chinesa

showroomA fabricante chinesa de produtos luminotécnicos NVC Lighting Technology atua no mercado brasileiro há cerca de quatro anos. Com a finalidade de expandir e aperfeiçoar a distribuição do mercado nacional, a NVC apresentou no dia 23 de outubro de 2014, seu novo showroom, localizado na cidade de São Paulo (SP). O espaço ressalta a importância do segmento de iluminação nacional para a NVC.

“A NVC tem o intuito de firmar os pés no mercado brasileiro, porque acreditamos que o mercado local é muito promissor, além do que os resultados da filial brasileira sempre foram crescentes. No entanto, percebemos que existe uma deficiência em termos de produtos e tecnologia a LED, por isso vimos percebemos que seria necessário abrir um showroom”, detalha Alexandre Soong, diretor de projetos da NVC Lighting.

O portfólio da empresa é composto por luminárias para estabelecimentos comerciais, escritórios, iluminação externa e residencial, além de lâmpadas, equipamentos de alimentação e acessórios elétricos. Hoje, a companhia dispõe de cerca de 20 mil colaboradores ao redor do mundo que contribuem com os negócios da empresa.

De acordo com Soong, a principal barreira que afeta negativamente o mercado nacional de iluminação a LED são os produtos de qualidade questionável disponível no setor, portanto, seria importante mais fiscalização e certificação. “Temos planos de abrir uma planta fabril no Brasil em mais ou menos dois anos, dependendo do caminhar do mercado e dos próximos resultados. Essa futura fábrica seria importante para, além de atender todo o mercado nacional, facilitaria a distribuição para toda a América Latina”, antecipa o diretor.

Atualmente, a NVC conta com seis plantas fabris, sendo cinco instaladas na China e uma na Inglaterra, além de três centros de pesquisa e desenvolvimento. A empresa atua em 40 países, como Colômbia, Chile, Uruguai, Austrália etc., por meio de importadores autorizados e pela matriz (China).

Veja a matéria no portal Jornal da Instalação